A EMPRESA
LogisticadoFuturo Econômica

O que esperar da Logística na próxima década?

Especificamente em relação à logística, considerando que ela é uma das forças que certamente ditarão o próximo período, representando uma vantagem competitiva, saber o que nos aguarda permite preparar negócios à luz da realidade que se anuncia.

O comércio mundial está mudando de forma acelerada e se adaptando ao surgimento de uma geração de consumidores que demandam produtos e serviços personalizados, o que implica numa ampla reorganização das cadeias de suprimentos, impulsionada por novas tecnologias e conceitos. Automação, hiperpersonalização, novas tecnologias de frete, armazéns autônomos e crescimento das entregas por drones são algumas das tendências que podemos listar aqui.

Automação

Sempre citada quando se fala em tendências para a área de logística, a automação aparece mais uma vez com força, nas análises que consideram expectativas para a próxima década. A necessidade de processar e transferir mais cargas exponencialmente exige rápida transição para a automação

De acordo com relatório recente da McKinsey, todas as tarefas de armazenamento passarão a ser automatizadas num futuro próximo, desde montagem e desmontagem de pallets até transportes de cargas dentro de um armazém.

Hiperpersonalização

Seja em relacionamentos B2C ou B2B, segue crescendo a busca de consumidores por soluções personalizadas, impulsionada pelo avanço do comércio eletrônico. Espera-se que entregas sejam realizadas em menos tempo, a preços cada vez mais baixos e em alta velocidade.

Isso significa que períodos de entrega precisam estar cada vez mais curtos e os formatos adaptados às expectativas dos consumidores.

Novas Tecnologias de Frete

Tanto entregas de longas distâncias como de última milha devem passar a contar com transportes autônomos, já que os investimentos no segmento não param de crescer. Carros, caminhões e comboios autônomos já são realidade e deverão viabilizar maior volume de entregas rápidas, sustentáveis e eficientes.

Armazéns Autônomos

A internet das coisas seguirá afetando positivamente os processos de armazenagem, justamente para atender aos novos perfis de satisfação do consumidor. Afinal, garantindo mais eficiência na armazenagem, evitam-se atrasos nas entregas. E isso acontece em virtude do uso desta tecnologia em momentos cruciais como coleta e tratamento de informações, integração e comunicação entre máquinas, e acompanhamento em tempo real dos processos, possibilitando que negócios possam contar com estratégias inteligentes de armazenamento.

Entregas por Drones

O que antes víamos apenas em filmes de ficção científica já é uma realidade que se acentuará no próximo período. Já testada por diversas startups no mundo inteiro, é uma solução que reduz custos e o tempo necessário para cada entrega.

Nos próximos anos, espera-se que esta modalidade de entrega supere desafios de regulamentação e otimização dos veículos utilizados

Que outras tendências você espera ver na próxima década? Aqui no Cone, trabalhamos sempre de olho no futuro, para garantir que estaremos sempre preparados e participando ativamente das inovações em curso!


Notícias

Relacionadas

Arrastar para mover
C21042 post6 blog(1).png Econômica

Entrevista com Fernando Perez: tendências da logística para o pós-pandemia

marcosdubeuxunidospelavacina Iniciativas

Marcos Roberto Dubeux e Cone se unem à Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho no movimento Unidos Pela Vacina

ARMAZEMLOCALIZAÇAO Econômica

Como saber se um armazém está realmente bem localizado?